Casas

Novo “normal” traz nova visão sobre nossas casas e sobre nossas decisões sobre ela!

Falamos tanto em novo normal, como uma adaptação de nossas vidas em tempos de tantas restrições que deixaram, quem podia, fazendo da casa um mundo. Mas o que realmente mudou na nossa relação com a casa?

Muita coisa mudou em nossas casas nos últimos tempos. Não só na casa em si como em nossa forma de vê-la. Um processo que já faz tempo que está “no ar”, e foi acelerado pela pandemia. De um dia para o outro, todas as atividades de nossa vida tiveram que sobreviver entre quatro paredes. O trabalhar, o estudar, o comer, o conviver, o viver, o relaxar, se cuidar, atividades antes divididas entre a casa e a “rua”, agora tendo que se encaixar no famoso “tudo junto misturado”, que antes nos parecia divertido e agora nem tanto. No início, tudo tinha ares de novidade, até de férias. Mas com o passar dos dias, tivemos que dar conta de todas as nossas atividades num mesmo lugar. Como trabalhar ao mesmo tempo que os filhos querem brincar? Como estudar sem se distrair com tantas coisas? E como fazer das refeições algo sem peso? E, afinal, como manter a saúde física e a saúde mental da porta para dentro? Em tempos que o tempo dos outros e o nosso tempo podem gerar conflitos, como a casa pode nos salvar?

Comecemos pela entrada – seja um hall, um corredor ou nada. Antes local de passagem ou área social da casa, agora virou um pouco de área de serviço (enfim aprendemos que a sujeira da rua não combina com a limpeza da casa). Já a sala de estar, que deixou para trás o legado de sala de visitas, já vinha se adaptando ao uso diário com a moda do home theater – a nossa velha conhecida sala de televisão. E se precisar transformar em local de trabalho ou até de estudo? Quem é mais antigo, deve lembrar: as tarefas escolares eram feitas na mesa de jantar. Essa ainda está lá, mas agora com mil e uma utilidades. E segue se reinventado.

Os quartos não sofreram muito, já que desde cedo as novas gerações já fizeram deles um mundo à parte, onde o conceito #tudojuntomisturado – receber, brincar, reunir, conversar, jogar, assistir, estudar e até dormir – já faz parte de nosso vocabulário. No caso dos casais, foi, por vezes, transformado em único lugar ‘”de paz”, de desligamento, de descanso do corpo e da mente, de conversa, namoro ou, quem sabe, estudo/trabalho. E sem perder o seu ar de mistério.

Já a cozinha foi o espaço quem mais se transformou – e isso já começou muitos anos atrás, o que dá uma nova matéria. Ninguém duvida que reina absoluta como nova forma de receber amigos e família, feito sala de estar, muitas vezes aberta para a sala, outras vezes sendo substituída pela varanda que ganhou status de gourmet. Muita gente se aventurando nela e até transformando seus talentos em ganha pão. O lado bom é que virou espaço compartilhado: mulheres e homens reinando iguais. O que pediu aquela “reformazinha” tão prometida, aquela melhoria tão desejada. Este espaço, antes renegado à ala de serviços da casa, agora está no centro das atenções. Levante a mão quem comprou um eletrodoméstico, um novo jogo de panelas, um organizador, um facilitador, um embelezador do dia a dia qualquer nos últimos tempos. Indo mais além, trouxe o interesse maior pela comida, não só em sabor, mas também em saúde. Pauta que alavancou outros mercados – de hortas, tutoriais e cursos on line a grandes reformas.

E por falar em saúde, seja ela física ou mental, o crescimento pelo interesse por casas vem daí. De preferência com jardim – ou pelo menos uma varanda, sacada – acelerando o mercado de plantas e utensílios para jardinagem. Ninguém duvida que lidar com elas, as plantas, e o todo que nos trazem, traz um relaxamento a mais, quase meditação – essa em super alta. Indo além, a vontade de estar – ou ter – um lugar no campo, longe da aglomeração de gente e perto das coisas simples, da procura por experiências junto à natureza como ela é. Esse, o novo luxo.

E isso tudo agitou o mercado de arquitetura e de interiores. E não só dos profissionais: a explosão de programas em televisão paga ou via internet é uma boa prova disso. Lojas do setor que apostaram no autoatendimento e/ou nas vendas on line correram para dar conta do recado e entender esse novo público. Muitas viraram referência quando buscaram sua própria voz em sintonia com o novo consumidor. O tempo de sobra para usar os espaços e pensar em melhorias, aliados às facilidades de acesso a tantas postagens e tutoriais nas redes sociais e das compras sem vendedores e sem sair de casa, fez o cliente tomar para si a coautoria. Cai do pedestal o profissional que quer imprimir a sua marca, que apresenta o projeto pronto, onde o cliente demora a se encontrar. Entra pela porta da frente o profissional que tem voz – mas a voz do cliente. O profissional que escuta e transforma essa escuta em materialização. Que vê o cliente como parceiro e não consumidor final. Afinal, convenhamos: quem mais sabe de nossa casa do que nós? Quem entender esse poder, sobreviverá.

Joyce Diehl, arquiteta, editora da Revestir, revista on line de tendências de arquitetura e interiores.

Compartilhar
Publicado por
DecoracaoWEB
Tags: #NovoNormal

Mais recentes

Dicas para mobiliar seu apartamento

Dicas para mobiliar seu apartamento

A princípio, mobiliar um apartamento não é uma questão trivial. Então, criar um ambiente funcional…

5 horas atrás
7 Dicas Fáceis de Como Decorar uma Cozinha Gastando Pouco Dinheiro

7 Dicas Fáceis de Como Decorar uma Cozinha Gastando Pouco Dinheiro

Sem ideia de como decorar uma cozinha gastando pouco dinheiro? Fique com a gente e…

1 dia atrás
6 Benefícios Dos Tapetes Que Vão Além Da Decoração

6 Benefícios Dos Tapetes Que Vão Além Da Decoração

Como elemento essencial na decoração, os tapetes são essenciais para quem deseja uma casa bonita,…

1 dia atrás
Como as cores no ambiente de trabalho podem aumentar a sua produtividade?

Como as cores no ambiente de trabalho podem aumentar a sua produtividade?

As cores no ambiente de trabalho influenciam diretamente na produtividade do indivíduo. Isso porque elas…

6 dias atrás
Conheça os tipos de pisos de madeira e saiba quais as vantagens para a decoração

Conheça os tipos de pisos de madeira e saiba quais as vantagens para a decoração

A madeira é um elemento que remete à natureza e oferece a sensação de aconchego…

3 semanas atrás
Decoração para Apartamentos do Programa Casa Verde e Amarela

Decoração para Apartamentos do Programa Casa Verde e Amarela

São muitas as vantagens e benefícios disponíveis para quem decide comprar um apartamento pelo Programa…

3 semanas atrás