Bancada de madeira ou granito para fazer pães

As bancadas de madeira são mais comuns na Europa e nos Estados Unidos, mas vem ganhando espaço entre os brasileiros.…

As bancadas de madeira são mais comuns na Europa e nos Estados Unidos, mas vem ganhando espaço entre os brasileiros.

A madeira é um dos materiais mais utilizados na construção já a milhões de anos, podendo ser usada em qualquer proposta de decoração, indo de um toque mais clássico ao mais rústicos. Tudo vai de acordo com o tipo de madeira e do acabamento.

No caso das bancadas de cozinha deve ser usada uma madeira maciça de eucalipto ou teca que são mais resistentes. Se as bancadas forem secas pode ser utilizado MDF ou fórmica para conseguir diferentes cores e texturas.

Uma das vantagens do uso da madeira é o preço, pois material acaba sendo mais em conta do que o granito. A madeira é muito versátil, podendo ser usada em qualquer cômodo, nos mais variados estilos de decoração.

Porém se a bancada não for tratada e impermeabilizada da forma correta, a madeira acaba ficando desgastada, devido a sensibilidade à água, calor e umidade. A textura ajuda a acumular fungos e bactérias quando é limpa da forma adequada.

No Brasil, ainda há poucos marceneiros que conseguem fazer uma boa bancada para a cozinha ou de banheiro em madeira. E ao contrário das pedras naturais e industrializadas que não precisam de muitos cuidados, a madeira necessita de alguns cuidados especiais, como por exemplo:

Realizar manutenções regulares ou sempre que aparecer descascamento;

Fazer lixamento e aplicar verniz marítimo;

Não colocar panelas ou prato quente diretamente na bancada para não danificar a madeira.

Já o granito é um dos revestimentos para bancadas mais populares, sendo usado em ambientes residenciais ou comerciais. Esse material traz muitos benefícios, como a beleza com toque de profundidade, que é reconhecida desde o Egito Antigo.

A luz natural acaba refletindo em sua superfície, sendo que duas chapas de granito nunca são iguais, e cada parte da bancada pode mostrar uma forma visualmente diferente com uma variedade de partículas e veios. E, embora não seja tão versátil e nem oferece um valor monetário ao imóvel, o granito é muito atraente

A banca feita com granito é mais durável e resistente que outros tipos de materiais para bancadas, sendo que o indicado é fazer a impermeabilização da rocha por pelo menos uma vez por ano para aumentar a vida útil da bancada.

Uma de suas melhores característica é que ele é selado e, por isso, não é poroso. Assim, qualquer líquido que seja derramado na bancada não será absorvido.

A resistência é maior a bactérias e sujeiras comparada com os outros tipos de bancadas. Fazer a impermeabilização ajuda na resistência à manchas, embora qualquer líquido que seja derramado deve ser limpo o mais rápido possível como precaução.

Em comparação com a de madeira, a bancada de granito é a mais indicada para fazer pães caseiros de fermento natural em casa. É fácil de limpar e não vai absorver qualquer substância líquida como o leite, por exemplo.

Forno pequeno para assar pães

O pão caseiro não deve ser assado em qualquer forno. Existem vários modelos diferentes de acordo com o objetivo. O forno a gás, por exemplo, é aquele que fica dentro do fogão.

Para fazer os pães, o pré-aquecimento dura menos tempo do que no forno elétrico. Mas, mesmo ele se aquecendo rápido, demora mais para o pão ficar crocante e dourado.

Em relação elétrico, podem ser encontrados diversos, sendo alguns até portáteis. A temperatura dentro dele fica mais constante do que no forno a gás, com uma melhor distribuição de calor. Ele consegue guardar melhor o calor, interferindo menos na temperatura do ambiente.

Na hora de escolher o tipo de forno que vai comprar é importante levar em consideração algumas características. A convecção, por exemplo, é o ventilador localizado dentro do forno que ajuda o calor circular, reduzindo pela metade do tempo do cozimento.

Há a função grill que é ótima para preparar os pães, possui ajuda a crosta deles dourarem durante os últimos minutos dentro do forno. Os fornos com vapor interno são mais caros e podem ser substituídos com o uso de um borrifador de plástico.

Em relação a lâmpada interna alguns não possuem uma, mas é bem interessante ter, porque ajuda na hora de olhar o crescimento do pão e do processo sem abrir o forno.

Há diferentes tipos de temperatura para fornos, sendo que nas receitas de pão caseiro que irá fazer, a recomendação estará entre 200º e 250ºC. É importante não ficar confiando apenas no que está escrito no painel do forno.

O ideal é usar um termômetro de forno para ver em que grau o forno realmente está. O tempo para assar vai depender do tipo e do tamanho do pão, alguns podem demorar 20 minutos e outros podem chegar à 45 minutos.

Compartilhar
Publicado por
DecoracaoWEB

Mais recentes

Como economizar energia em casa durante o teletrabalho?

Muitas empresas continuam apostando no trabalho remoto, remoto, passamos cada vez mais horas em casa e é muito provável que…

4 dias atrás

5 dicas de financiamento imobiliário para dar para os seus clientes

Um dos maiores desafios do corretor de imóveis é conseguir fazer com que o seu cliente entenda alguns pontos importantes…

7 dias atrás

Como fazer uma decoração incrível para a sua sala comercial.

O projeto de uma sala comercial no quesito decoração precisa ser muito bem pensado, pois um grupo de pessoas irão…

1 semana atrás

Saiba quanto você deverá investir na reforma de seu banheiro

Não podemos negar que a reforma do banheiro costuma ser uma das mais necessárias em uma casa com o passar…

1 semana atrás

Como fazer uma gestão de contratos eficiente na construção civil?

Saiba qual a importância e como realizar uma gestão de contratos na construção civil automatizada e prática. Confira!  Muito além…

1 semana atrás

Entenda quando é necessário o processo de auditoria em condomínios

Fábio Barretta, CEO da Coan Contabilidade e Coan Condominial, explica sobre os detalhes do procedimento e quais são as principais…

1 semana atrás