Como elaborar um orçamento para reforma?

Saber como elaborar um orçamento para reforma pode gerar muitas vantagens. Pronto para uma reforma na cozinha? Ansioso por uma…

Saber como elaborar um orçamento para reforma pode gerar muitas vantagens. Pronto para uma reforma na cozinha? Ansioso por uma reforma no banheiro? A parte mais fácil é saber qual é a meta de reforma da sua casa: se você está tentando acompanhar sua família, adicionando espaço no escritório ou aumentando o valor de sua casa ou apartamento.

Mas como elaborar um orçamento para reforma?

Todas as obras são capazes de gerar custos diversos, ainda mais quando falamos de reformas. Por isso, é imprescindível ter a preparação adequada em relação aos gastos e promover a atenção a imprevistos que possam ocorrer.

Em determinadas situações, os valores estimados podem alcançar um custo alto ao longo dos serviços ou ao passo que o pedreiro ou profissional de arquitetura detalhe a reforma. Para obter a estimativa dos gatos, o ideal é saber como elaborar um orçamento para reforma.

Entretanto, realizar essa tarefa pode apresentar dificuldades. Veja, a seguir, algumas estratégias para estimar os valores da obra e ter em mente o valor aproximado dos gastos com a reforma desejada, bem como demais questões importantes!

1. Estabeleça a quantia a gastar

Lembre-se do valor de revenda ao planejar seu orçamento. Por exemplo, cozinhar representa de 10 a 15% do valor de uma propriedade. Se quiser renová-la, limite suas despesas a essa proporção do valor da casa. No caso de uma casa avaliada em R$ 300.000, o custo de reforma da cozinha seria, portanto, de R$30.000 a R$ 45.000.

Se você estiver reformando o banheiro, outro cômodo valioso ao revender uma casa, calcule de 5 a 10% do valor do imóvel. Isso pode variar entre R$ 12.000 e R$ 25.000 para reformar um banheiro padrão, dependendo do serviço.

Lembre-se de que algumas reformas pagam mais do que outras, portanto, evite gastar a maior parte do seu orçamento em clarabóias ou na construção de uma piscina.

2. Planeje todas as despesas

O custo da mão-de-obra costuma ser a metade do custo de renovação, ou até mais se a tarefa for mais complexa do que o esperado. No entanto, não pense que pode fazer tudo sozinho: é melhor confiar algum trabalho a profissionais.

Sugere-se manter cerca de 10% do orçamento de reforma para despesas imprevistas. Por exemplo, ao renovar a cozinha, você pode perceber que é imperativo refazer o sistema elétrico da sala. Portanto, é melhor não fazer um orçamento muito apertado.

Não se esqueça de obter uma licença do seu município. Por outro lado, as obras de interior, como a renovação da cozinha ou da casa de banho, normalmente não o exigem.

Alguns municípios cobram um preço por R$ 1.000 pela licença. Outros municípios cobram um custo fixo pela licença, normalmente algumas centenas de reais. Dada a variação de preços, é preferível consultar a regulamentação em vigor no seu município.

3. Evite grandes trabalhos

Você realmente precisa mover uma parede? Se você deixá-lo como está, economizará entre R$ 3.000 e R$ 5.000. Da mesma forma, se não for possível refazer o teto e as paredes, você reduzirá significativamente a conta de suas reformas. No banheiro, colocar as novas torneiras no mesmo lugar das anteriores também evitará gastos desnecessários.

4. Faça o que você pode fazer

Você sabe manusear um pincel e um rolo? Repintar as paredes da propriedade você mesmo pode economizar mais de R$ 1.000 por quarto! Mas é claro que, se você puder contratar um profissional de arquitetura ou decoração, com certeza, será uma atitude muito positiva para seu projeto!

5. Procure economias no lado mais caro

Você não precisa desistir de tudo que é sofisticado. Pequenas diferenças que não aparecem podem levar a grandes economias. Você pode procurar eletrodomésticos levemente danificados e usados: um pequeno arranhão pode render bastante, mesmo que não seja visível.

Antecipe o inesperado para sua reforma!

A última coisa a incorporar no planejamento de um orçamento de reforma da casa é um plano de emergência. Qualquer renovação é acompanhada, por um lado, por imprevistos. No entanto, não está claro qual a magnitude dos problemas inesperados que surgirão. Portanto, é essencial ter um plano de contingência ou fundo de contingência em vigor.

Alguns sugerem 10% do orçamento total, mas eu recomendo fortemente 20% ou mais, se você puder pagar. Se você tiver sorte de nunca usá-lo, mas se descobrir algo como maçanetas e tubos de porcelana, instalação elétrica ou problemas de fundação, ficará aliviado por ter planejado isso.

Saber como elaborar um orçamento para reforma deve ter como base as dicas mencionadas. Uma reforma pode ser uma ótima maneira de agregar valor ao seu imóvel e até mesmo melhorar sua qualidade de vida. Mas, para garantir o seu sucesso, é essencial planejá-lo. Lembre-se de que o fracasso do planejamento é igual ao fracasso da produção!

Compartilhar
Publicado por
DecoracaoWEB

Mais recentes

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE MÍDIAS PARA DESIGNERS DE INTERIORES

Pode não parecer, mas estar presente nas redes sociais com uma boa equipe de gestão de mídias ao lado pode…

4 dias atrás

Precisa de dinheiro para arrumar sua casa para o inverno?

Você está precisando arrumar sua casa para a chegada do inverno, porém precisa de dinheiro para começar a reforma? A…

6 dias atrás

Dicas para vender mais imóveis

Algumas dicas para vender mais imóveis pode ser fundamental para diversos corretores ou consultores que atuam na área. O interessante…

4 semanas atrás

Vantagens de alugar um apartamento

Há muitas vantagens de alugar um apartamento! Às vezes ouvimos que é melhor ser proprietário do que alugar. Hoje, esse…

1 mês atrás

Ferramentas essenciais para jardineiros iniciantes

Quando você inicia uma horta na sua casa, mesmo pequena, você deve necessariamente se munir de ferramentas essenciais para jardineiros…

1 mês atrás

Home office modernos e descontraídos: Confira 4 inspirações

Trabalhar em casa requer um ambiente confortável e agradável, separamos ideias que vão te ajudar a montar o seu espaço.…

1 mês atrás