Afinal, quais são os tipos de financiamento imobiliário disponíveis?

Se você está prestes a comprar um imóvel e percebeu o mercado voltando a aquecer, é preciso conhecer bem os…

Se você está prestes a comprar um imóvel e percebeu o mercado voltando a aquecer, é preciso conhecer bem os diferentes tipos de financiamento imobiliário. Cada um tem suas particularidades, podendo ser a melhor opção de acordo com o momento e seu planejamento financeiro.

Para que você entenda melhor como é o funcionamento das parcelas, abatimentos e demais detalhes, vamos explicar tudo neste conteúdo. Continue nos acompanhando e conheça os diferentes tipos de financiamento imobiliário. Boa leitura!

Como funciona o financiamento imobiliário?

Antes de conhecer os modelos de financiamento de imóveis, vamos compreender melhor essa forma de compra. Financiar quer dizer emprestar dinheiro para um determinado fim, no caso, a realização do sonho da casa própria. O funcionamento é o seguinte:

  • a primeira etapa é a análise financeira para financiamento sobre as pessoas interessadas;
  • depois, é preciso pagar um valor de entrada;
  • a quantia restante é financiada pelo banco ou construtora;
  • é feita a negociação das parcelas, juros que incidem em cada uma e outros detalhes que estarão presentes no contrato de compra.

A análise financeira envolve relação dos documentos, comprovação de renda e endereço atual, assim como situação do imóvel para a compra financiada.

A maioria das instituições financeiras trabalham com um comprometimento de renda máximo de 30%. Isso quer dizer que as parcelas não podem ser maiores do que essa porcentagem sobre sua renda bruta mensal.

O cálculo de tudo

Geralmente, o valor das parcelas é composto por três elementos que serão explicados a seguir.

Amortização

Esse valor é referente ao montante emprestado. Digamos que o imóvel de seu interesse custe R$ 250 mil. Ao financiar essa residência, você pegará essa quantia dividida em prestações.

Taxa de juros

Os juros dependem de cada instituição e elas cobram pelo tempo em que o dinheiro ficará emprestado para você. Quanto maior o número de parcelas, maior o tempo de empréstimo e mais juros você terá.

Taxas adicionais

Existem algumas taxas adicionais inclusas nas parcelas. Uma delas é o seguro do imóvel e do pagamento. Essa taxa garante, por exemplo, que em caso de falecimento do comprador o financiamento possa ser quitado parcial ou integralmente.

Quais os tipos de financiamento habitacional?

Agora que você entende melhor sobre o funcionamento, vamos conhecer os tipos de financiamento imobiliário?

SAC e SACRE

O SAC (Sistema de Amortizações Constantes) tem variação de juros, aumentando de maneira constante a quantia de amortização paga em cada parcela e diminuindo o valor dos juros. No início, a prestação é maior, mas será diminuída gradativamente até o fim.

O SACRE (Sistema de Amortizações Crescentes) usa a taxa de referência para atualizar a quantia de amortização por parcela. Com as amortizações cada vez maiores, você deve menos ao banco e acaba tendo menos juros. Então, as parcelas aumentam somente até determinado momento, depois começam a cair e ficam baixas, como no SAC.

SFH e SFI

Desde o ano de 2019, o SFH (Sistema de Financiamento Habitacional) já permite o financiamento, em todo o território nacional, de imóvel de até R$1,5 milhão.

Sendo subsidiado pelo Governo Federal, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), aceita somente compras de pessoas físicas e pode ser pago em até 35 anos.

Já o SFI (Sistema de Financiamento Imobiliário) funciona de maneira semelhante ao SFH, porém aceita o financiamento feito por pessoas jurídicas. Não há limite de financiamento do imóvel, porém as taxas de juros são maiores por isso.

Minha Casa Minha Vida

Focado nas famílias de baixa renda, o Minha Casa Minha Vida também é um programa do Governo Federal que usa recursos do FGTS, facilitando o financiamento imobiliário.

As parcelas podem ser pagas em até 30 anos e são de acordo com o perfil do comprador. São quatro tipos, que têm como base as rendas de até R$1,8 mil (faixa 1) a até R$9 mil (faixa 4).

O MCMV é um tipo de financiamento imobiliário que cobre de 70% a até 90% do valor do imóvel desejado. Para escolher qual deles é o melhor para você, leve em consideração os recursos disponíveis. Quanto maior sua renda, melhor para amortizar a dívida mais rapidamente, evitando os juros e parcelas muito longas.

Porém, se o mais importante para você é pagar parcelas baixas, o tipo de financiamento imobiliário mais indicado é aquele com juros baixos, usando o FGTS como entrada e abatimento da compra. Independentemente de qual for sua escolha, saiba que você pode contar com especialistas no assunto para dar as melhores orientações.

O processo de busca do consumidor de imóveis no meio digital parte cada vez mais da demanda por informações de forma ágil e conveniente. O uso dos dispositivos móveis contribuiu para esse comportamento.

Agora, todas as suas dúvidas podem ser resolvidas com conteúdos relevantes e de qualidade a apenas um clique. Por isso, o blog imobiliário do DecoraçãoWeb se preocupa em criar artigos para te ajudar a comprar seu imóvel com mais tranquilidade. Continue navegando pelo nosso blog para sanar todas suas dúvidas.

Compartilhar
Publicado por
DecoracaoWEB

Mais recentes

Tudo que precisa saber para sua reforma

Uma reforma pode representar grandes problemas se não for bem administrada. Muitas pessoas pensam que  realizar uma obra significa dor…

2 dias atrás

Saiba como criar um apartamento decorado inesquecível e vender mais

Ao procurar por diferentes formas de deixar sua casa mais bonita e moderna, entenda que se atentar às tendências é…

3 dias atrás

Como saber que tipo de madeira é um palete antes de fazer seus móveis

Antigamente os paletes serviam apenas como uma ferramenta para facilitar a vida nas fabricas, servindo como suporte de mercadorias, entre…

3 dias atrás

Decorações para casamentos

Embora as pessoas tenham idealizado o tempo para se casar ao longo dos anos, a verdade é que o evento em si…

5 dias atrás

MESAS PROVENÇAIS PARA DECORAÇÃO DE EVENTOS E FESTAS

O berço do estilo de decoração provençal é a França, o modelo surgiu por volta dos séculos XVII E XVIII,…

1 semana atrás

CONHEÇA HYGGE, O LIFESTYLE DO MOMENTO QUE VEM GANHANDO ADEPTOS NO MUNDO TODO

Já ouviu falar em hygge? Este é um conceito dinamarquês, que assim como a nossa palavra “saudade”, não existe uma…

1 semana atrás