Como saber se o melhor para sua empresa é o Coworking ou o Home Office?

Com o avanço das tecnologias, é possível trabalhar praticamente de qualquer lugar. Basta ter uma boa conexão com internet para…

Com o avanço das tecnologias, é possível trabalhar praticamente de qualquer lugar.

Basta ter uma boa conexão com internet para conseguir fazer chamadas, editar qualquer tipo de arquivo, e se comunicar com seus cliente.

Isso muda muito a interpretação de empresa, um exemplo é a possibilidade de não ter uma sede própria, o que permite que as tarefas sejam feitas do seu lugar de preferência, desde a rede em uma praia paradisíaca até em um localização privilegiada em um espaço compartilhado.

Ter sua própria empresa e podendo trabalhar de casa no modelo home office pode ser conveniente para algumas pessoas mais concentrados, mas se você é do tipo que se distrai fácil e ter um espaço exclusivo para o trabalho, talvez seja mais vantajoso encontrar um coworking.

Mas como saber qual é o seu perfil?

Confira algumas dicas e entenda as principais diferenças de cada modelo.

Home office

A idéia desse modelo de escritório é diminuir ao máximo qualquer tipo de despesa com escritório como o aluguel, transporte, tempo de deslocamento e manutenção.

Ao optar pelo home office é preciso considerar o quanto organizado e disciplinado você é. A possibilidade de ficar mais relaxado pode trazer mais qualidade em alguns casos, porém em outros pode ser o resultado da perda de foco total.

Estando em casa você pode querer se ocupar com atividade pertinentes a ela e deixar um pouco de lado o trabalho. Ai vai algumas dicas para que o seu Home office funcione:

1. Tenha uma agenda

Estipule horários de trabalho e compartilhe com todos as pessoas da casa quando você precisa estar focado.

As interrupções constantes são uma das maiores inimigas do home office.

2. Tire as notificações do celular

Talvez seja impossível deixar seu smartphone longe enquanto trabalha.

Mas é necessário diminuir ao máximo as distrações.

Você pode configurar o modo “não perturbe” do seu celular para barrar notificações de redes sociais no período que trabalha por exemplo.

3. Crie sua rotina

Não ter o chef pressionando, nem falatório ao redor pode ser libertador, mas também pode se tornar destrutivo. Se não criar seus próprios hábitos, pode acabar se perdendo com facilidade em meio a tantas tarefas.

Uma dica de resolver isso é o sistema GTD de David Allen, que consiste em “resolva um problema por vez”.

4. Tenha um ambiente organizado

É importante que seu espaço de trabalho seja apenas para trabalho, assim seu cérebro se acostuma com olhar para aquele espaço e entrar no modo operante “rotina de trabalho”.

As mesas em escritórios já tendem a ficar bagunçadas, imagine em casa, aonde a possibilidade de misturar objetos pessoais aos profissionais é enorme.

Ambientes produtivos precisam ser limpos e clean, assim diminui a quantidade de distrações na sua mesa.

5. Não tente suavizar suas manhãs

Se você já checou todos os itens anteriores então é hora de “colocar as mãos à obra”.

Deixe a última hora de trabalho para organizar o próximo dia, selecione o que é mais importante e comece o dia seguinte por ela. Tirando da sua frente o que é mais “importante e urgente” seu dia está livre para todos os desafios que vão chegar.

Coworking

fazendo conta

Trabalhar em um coworking é como ter um escritório próprio, porém com um investimento significativamente menor.

Nesse modelo as vantagens profissionais são muito grandes, pois o ambiente permite maior concentração durante o trabalho, além de poder ter um endereço que pode ser vinculado a sua empresa, e acesso fácil a salas de reunião, impressora e vários serviços que facilitam o dia a dia do trabalho e aumentam a produtividade.

O ecossistema de um coworking é imensamente estimulante, motivando a criatividade, além de incentivar a inovação e a conexão entre empresas e pessoas.

Um espaço compartilhado de trabalho lhe proporciona conhecer novos pontos de vista, te ajuda a construir uma rede de relacionamentos, a encontrar soluções e oportunidades com mais facilidade.

Se você acredita se encaixar melhor nesse modelo de trabalho confira algumas dicas para ter sucesso

1. Desenvolva um network

Considere seus pontos forte e traga para o trabalho, você pode, inclusive, usar isso para ajudar os outros.

A interação com as pessoas irá facilitar um bom relacionamento com seus colegas. Existem clientes em potencial ou talvez fornecedores sentados ao seu lado, ou simplesmente alguém para dar respiro as ideias.

O networking é mais do que qualquer outro benefício, que vem trazendo mais gente para os espaços compartilhados.

Nesses lugares o acesso a demais empreendedores é mais rápido, consequentemente as soluções também chegam mais depressa.

2. Compartilhe suas conquistas e frustrações

Ter acesso a um ambiente completo a um custo baixo é uma oferta que atrai qualquer empreendedor.

O espaço é perfeito para achar parceiros com ideais semelhantes.

Os frequentadores desses ambientes têm um visão de mundo mais colaborativa.

Quando você compartilha um vitória, estimula os colegas a continuar na trilha para o sucesso, mas quando você compartilha suas dificuldade pode encontrar alguém que já passou por esse momento e vai te dar dicas de como resolvê lo. 

3. Esteja presente

Muitos espaços realizam eventos como workshops, pet day.

Participe do máximo possível.

Estar presente faz com esteja na memória das pessoas.

Mesmo que não tenha tanto contato com algumas delas, você se mostra interessado e quando pensarem em um profissional da sua área, a probabilidade de lembrar de você cresce bastante.

4. Use fones de ouvido e microfone

Mesmo que você não seja do tipo que escuta música o dia todo, faz parte do trabalho conversar com seus clientes e fornecedores por telefone, e você pode fazer isso sem problemas em um espaço compartilhado, use sempre fones de ouvido e microfone para essas atividades.

Assim você garante não só a tranquilidade dos seus colegas, como também a privacidade de seus clientes.

5. Trabalhe a empatia

Muitos coworkings trabalham com diversos tipos de serviço, como escritórios privativos, salas de reunião e cabines telefônica.

Para alguns desses lugares é necessário agendamento para utilização.Sempre se atente a esses horários, respeite sempre o mecanismo e o tempo de uso para esses serviços.

Nunca é agradável ter uma reunião interrompida por alguém que entrou na sala errada, ou  atrasar seu compromisso por que alguém ultrapassou o tempo de uso de uma sala.

Espero que essas dicas te ajudem a encontrar qual é o tipo ideal para seu escritório.

Mas lembre-se, trabalhar em casa ou em um coworking, o é importante achar uma rotina que se encaixe no seu modo de trabalho e gere bons resultados.

Gostou do artigo? Continue com a gente e descubra como decorar o Home Office e deixar o ambiente de trabalho agradável.

Compartilhar
Publicado por
DecoracaoWEB

Mais recentes

Poltrona de amamentação: como escolher a ideal

A chegada de um bebê envolve uma longa lista de preparativos e decisões para os pais. Um dos itens que…

2 dias atrás

Como Fazer Um Quarto Perfeito Para Bebê

As decisões que vêm junto ao ter um filho são infinitas. Mas decorar o quarto de bebê pode ser até…

2 semanas atrás

5 motivos para reformar móveis antigos para sua casa!

Reformar móveis antigos já é uma tendência entre os decoradores, a restauração devolve a beleza do que um dia já…

2 semanas atrás

Escolha do ponto comercial: a sua estratégia de marketing começa aqui

Ter uma ideia inovadora e começar o seu próprio negócio é uma tendência atual. Os números não deixam negar: segundo…

3 semanas atrás

O estilo que você decora a sua casa diz muito sobre a sua personalidade. Veja dicas!

Ao fazer planos para adquirir um imóvel, morar sozinho, ou para morar com a família é muito comum que o…

3 semanas atrás

Dicas de como montar um anúncio de sucesso para seu imóvel

Está querendo vender ou alugar um imóvel rapidamente e não sabe bem como fazer isso de forma assertiva e chamar…

4 semanas atrás